Archive

05007-002 05005-060

Seria a partir dos conectivos e das conjunções que poderíamos ver melhor às oposições, sem desmanchá-las, minimizá-las, ou simplesmente tomá-las como irredutíveis. (Roberto da Matta – A Casa & a Rua) Da janela da minha casa, em São Paulo, enxergo dois espaços bem distintos separados por um muro. De um lado uma vila antiga com […]

Archive

entressonhos

entressonhar 1. sonhar vagamente. 2. imaginar. 3. fantasiar. 4. devanear. Ao me ver em meio a milhões de pessoas que se reúniam para celebrar a passagem do ano, meu desejo era entrar na cabeça de cada um e gravar seus pensamentos antes que, como aparições bruxuleantes, fugissem de volta para o subconsciente, onde nunca mais […]

Archive

com que sonham os peixes?

“É disso que as ruas de São Paulo tentam convencer quem passa por elas: que se está em outro lugar, num esforço inútil de aliviar a tensão e o incômodo de estar aqui, o mal-estar de viver no presente e de ser o que é.” (Bernardo Carvalho em “O sol se põe em São Paulo”) […]

Archive

sobre meu trabalho

Se existe um denominador comum aos meus trabalhos  eu o chamaria de “encontros”. Com “encontros” aqui não quero dizer encontrar o Outro mas, sim, encontrar-se consigo mesmo, seja através de algo que nos afete, que se conecte a nós, seja através da pura introspecção, o que há de mais íntimo em nós mesmos. Para me […]

Archive

quando eu puder fazer as minhas escolhas, será que poderei optar por um pouco de esquecimento?

Helena nasceu no dia 22 de março de 2013. No quarto da maternidade onde ficamos uma TV vigiava sua atividade no berçário. Em menos de 6hs sua vida já se dividia entre o real e o virtual. Provavelmente isso se repetirá por toda a sua existência: câmeras por toda a cidade, cada vez menores e […]